MÚSICA
DISCO EM TRIBUTO A INEZITA BARROSO EXPÕE VEREDAS DO GRANDE SERTÃO QUE GEROU A OBRA REGIONALISTA DA CANTORA
  • DISCO EM TRIBUTO A INEZITA BARROSO EXPÕE VEREDAS DO GRANDE SERTÃO QUE GEROU A OBRA REGIONALISTA DA CANTORA

Disco em tributo a Inezita Barroso expõe veredas do grande sertão que gerou a obra regionalista da cantora Disco em tributo a Inezita Barroso expõe veredas do grande sertão que gerou a obra regionalista da cantora

"Lampião de gás / Lampião de gás / Quanta saudade / Você me traz".

Quando cantam o refrão de Lampião de gás (Zica Bergami, 1958), As Galvão, Maria Alcina, Consuelo de Paula e Claudio Lacerda parecem estar exprimindo a nostalgia não do lampião de gás, símbolo romântico de uma infância feliz na letra da música, mas de Inezita Barroso (4 de março de 1925 – 8 de março de 2015).

Inezita foi a intérprete que mais bem acendeu Lampião de gás, música que fecha o disco ao vivo gravado pelos artistas em tributo a essa cantora paulista de obra e memória identificadas com os sons de um já diluído Brasil regional, orgulhosamente caipira e interiorano.

Lançado pela gravadora Kuarup na primeira semana deste mês de março de 2019, quando a morte de Inezita Barroso completa quatro anos, o disco Canta Inezita perpetua 15 dos 19 números do show apresentado e gravado em agosto de 2018, na cidade de São Paulo (SP), com produção de Thiago Marques Luiz.

O tributo resulta bonito, harmonioso na combinação das várias veredas do sertão plural que gerou a obra regionalista da cantora paulista. Diretor musical e arranjador do show, Paulo Serau entendeu que Inezita extrapola a moda de viola.

A rigor, a cantora sempre foi muito além das porteiras abertas pelas duplas caipiras, embora também tivesse dado voz ao cancioneiro sertanejo em tempos em que o gênero ainda não havia se amalgamado com o pop urbano.

No recorte vivaz desse regionalismo multifacetado que pautou a obra da artista, o sertanejo está bem representado pelos fios com que Consuelo de Paula e Claudio Lacerda (na segunda voz) tecem a amarga teia afetiva que costura a guarânia Colcha de retalhos (Raul Torres, 1959) e pelo amor à terra que sacode Poeira (Serafim Colombo Gomes e Luís Bonan, 1967) – no solo afinado do mesmo Claudio Lacerda – e que também exala forte em Cheiro de relva (Dino Franco e José Fortuna, 1983) nas vozes cheias de sentimento e história d'As Galvão em gravação que o violonista Mario Campanha cita o sertão refinado de Heitor Villa-Lobos (1887 – 1959).

Contudo, o sertão de Inezita Barroso sempre foi amplo, embutindo um Brasil rural que já gemia no toque da viola antes mesmo de a música sertaneja ser criada e rotulada pelo mercado. Esse Brasil pulsa em Viola quebrada (Mário de Andrade e Ary Kerner Veiga de Castro, 1928), solo de Consuelo de Paula, intérprete a quem também foi confiado o samba--canção Ronda (Paulo Vanzolini), composto em 1951 e lançado por Inezita em gravação de 1953.

No registro do disco Canta Inezita, Ronda gira com arranjo que remete aos sons dos conjuntos regionais que deram o tom da música brasileira até os ventos de modernidade que sopraram ao longo da década de 1950, culminando com a revolução da Bossa Nova em 1958.

Sem se prender a movimentos, Inezita Barroso foi também uma cantora do folclore de várias regiões do Brasil. A região de Mato Grosso é evocada na saudade cortante que afia Cuitelinho, outro solo de Claudio Miranda.

Com a habitual expansividade, Maria Alcina também expõe bem essa vertente do canto múltiplo de Inezita quando dá voz ao tradicional tema gaúcho Prenda minha, mas sai do universo de Inezita e atua como Alcina quando acentua a malícia sensual de Balaio (Barbosa Lessa e Paixão Cortes, 1956).

Nesse números de caráter mais folclórico, o acordeom de Ana Rodrigues sobressai nos arranjos elegantes de Paulo Serau. Enfim, Inezita Barroso foi artista de expressividade tão grande que o disco consegue somente dar uma amostra da extensa obra deixada pela artista.

De todo modo, a amostra do álbum ao vivo Canta Inezita – editado em CD com encarte farto que reproduz as letras das músicas – honra o legado dessa cantora que viveu e morreu fiel ao Brasil no qual acreditava.

11/03/2019/ 11:32:28
Outras Notícias
  • ZECA PAGODINHO GRAVA NO RIO O 19º ÁLBUM SOLO DE ESTÚDIO COM PARCERIA COM MOACYR LUZ
ZECA PAGODINHO GRAVA NO RIO O 19º ÁLBUM SOLO DE ESTÚDIO COM PARCERIA COM MOACYR LUZ
20/03/2019/ 11:11:19

O repertório inclui a primeira parceria do artista – compositor que raramente vem exercendo o ofício nos últimos anos – com o sambista conterrâneo Moacyr Luz. Zeca assina a letra e Luz, a música.O álbum sucede Ser humano (2015) na discografia de estúdio do sambista revelado em 1983 ao participar de disco de Beth Car...

  • IZA SE APROXIMA DE ÍCONES DA MPB E, APÓS DUETO COM CAETANO VELOSO, GRAVA COM MILTON NASCIMENTO
IZA SE APROXIMA DE ÍCONES DA MPB E, APÓS DUETO COM CAETANO VELOSO, GRAVA COM MILTON NASCIMENTO
19/03/2019/ 11:08:15

Revelação de 2017 no segmento pop, com som calcado inicialmente no R&B contemporâneo, a cantora carioca Iza vem se aproximando de ícones da MPB projetada na era dos festivais dos anos 1960.Iza grava com Milton Nascimento após fazer dueto com Caetano Veloso em Divino maravilhoso (1968), em gravação que resultou f...

  • ROCK IN RIO ANUNCIA CARDI B, IVETE SANGALO E ALOK NO PALCO MUNDO
ROCK IN RIO ANUNCIA CARDI B, IVETE SANGALO E ALOK NO PALCO MUNDO
18/03/2019/ 11:27:55

O Rock in Rio anunciou na última sexta-feira (15) show de Cardi B, Alok e Ivete Sangalo na edição de 2019.Cardi B se apresenta no primeiro dia do festival, 27 de setembro, que tem Drake como atração principal. A rapper dos EUA estourou com o single "Bodak Yellow" em 2017 e, no ano passado, consolidou o sucesso com o...

  • SOFIA REYES CONVOCA ANITTA E RITA ORA PARA PARCERIA E LANÇA 'R.I.P.'
SOFIA REYES CONVOCA ANITTA E RITA ORA PARA PARCERIA E LANÇA 'R.I.P.'
15/03/2019/ 11:06:59

No feat., grande parte da música é cantada em inglês, mas também tem algumas palavras em espanhol e um “a gente veio” em português emendado com “have fun” (“se divertir”) citado por Anitta. A cantora brasileira também canta trechos em inglês e em espanhol.

  •  PRIMEIRO DISCO COM TRILHA SONORA DA NOVELA 'VERÃO 90' REÚNE BEN JOR, DJAVAN, LULU SANTOS E TIM MAIA
PRIMEIRO DISCO COM TRILHA SONORA DA NOVELA 'VERÃO 90' REÚNE BEN JOR, DJAVAN, LULU SANTOS E TIM MAIA
14/03/2019/ 11:34:30

Música que ajudou a impulsionar as vendas de Djavan ao vivo (1999), álbum mais vendido da discografia do artista alagoano, Acelerou (Djavan, 1999) reaparece na trilha sonora de Verão 90, novela exibida pela TV Globo no horário das 19h.O primeiro disco da trilha, Verão 90 1, está sendo lançado esta semana pela gravad...

  • EIS A CAPA DE 'NOITE INTEIRA', SINGLE QUE PITTY LANÇA EM 20 DE MARÇO PARA PROMOVER O ÁLBUM 'MATRIZ'
EIS A CAPA DE 'NOITE INTEIRA', SINGLE QUE PITTY LANÇA EM 20 DE MARÇO PARA PROMOVER O ÁLBUM 'MATRIZ'
13/03/2019/ 10:46:44

Esta é a capa de Noite inteira, o novo single de Pitty. Com lançamento programado para a próxima quarta-feira, 20 de março, o single Noite inteira expõe na capa uma arte criada por Carlito VJ e finalizada por Pedro Hansen.Música de autoria da própria artista, composta em parceria com o baixista Gui Almeida e o guita...